Posts Tagged ‘e-mail marketing’

12
ago 11

Ética no envio de e-mail marketing

Você abre o e-mail da sua empresa ou o pessoal e se depara com inúmeras mensagens de propagandas que desconhece e empresas que nunca fez contato.
Ninguém esta livre disso. Mas será que o remetente da mensagem usou o bom censo e a ética no envio.

A Associação Brasileira de Marketing Direto (ABEMD) elaborou esta relação de “Boas maneiras” para contribuir na estruturação de ações de e-mail marketing. Trata-se de uma série de recomendações que conduzem a uma utilização ética, pertinente e responsável do e-mail como ferramenta de marketing. Estas orientações se fundamentam no respeito aos destinatários das ações e, também, no uso adequado da internet, o que certamente contribuirá para as empresas
alcançarem os resultados desejados e construírem um relacionamento sólido e de confiança mútua com clientes e prospects.

1 – Ética.Atuar dentro do Código de Ética da ABEMD, que conceitua detalhadamente as boas práticas no Marketing Direto.

2 – Opt in. O primeiro recebimento é muito importante, porque marca o início da relação. É preciso ter permissão para prosseguir o relacionamento, por meio do opt in do receptor, tanto quando ele procura como quando é
procurado.
Quando é a pessoa quem procura a empresa, o campo onde é feita a opção pelo recebimento da mensagem deve estar visível e com descrição clara do produto ou serviço oferecido.

Quando é a empresa quem procura a pessoa, tratando-se do primeiro contato deve-se informar como foi possível chegar a ela, explicitar o produto ou serviço oferecido e apresentar de forma visível a alternativa opt in. Se a pessoa não responder o e-mail com essa alternativa assinalada, deve-se entender que não deseja receber novas mensagens.

3 – Opt out. Toda mensagem precisa ter opt out. É prerrogativa do receptor decidir o momento em que não quer mais receber mensagens de determinado emissário.

4 – Uso do endereço eletrônico. Quando houver cadastro prévio, deve ficar claro que o endereço eletrônico poderá ser utilizado para o envio de mensagens comerciais, ou seja, na geração de leads próprios ou, se for o caso, repassado também com a finalidade de envio de mensagens comerciais. E o receptor deve manifestar sua concordância com isso.

5 – Tamanho dos arquivos. Procure sempre limitar o tamanho dos arquivos enviados, seja no corpo das mensagens ou nos anexos. Deve-se ter sempre em mente o público da média inferior em capacitação tecnológica (software, hardware e modalidade de conexão). Sugere-se mensagens no formato txt ou html, este último com tamanho máximo de 12 KB, e que as figuras (gif’s) não estejam anexadas na mensagem, mas sim localizadas em servidor próprio.

6 – Autoexecutáveis. Não devem ser enviados arquivos com uto-funcionamento. Os autoexecutáveis são arquivos que os programas gerenciadores de e-mail conseguem ler e interpretar, iniciando automaticamente algum processo que não é necessariamente desejado pelo receptor. Essa modalidade de arquivo também torna o sistema vulnerável à transmissão de vírus (voluntária ou não).

7 – Relevância. O consumidor não se incomoda em receber uma mensagem de cunho comercial, desde que seja relevante para ele. Portanto, preocupe-se sempre com o conceito de relevância.

8 – Frequência. Deve-se preferencialmente oferecer ao cliente que assinale a opção de sua preferência na frequência de recebimento de informações ou solicitar que ele opte entre as diversas alternativas de periodicidade que lhe são oferecidas. Quando não for possível oferecer que faça a opção, deve-se deixar claro
qual a frequência de envio das mensagens.

9 – Política de relacionamento. É sempre conveniente que se tenha clareza na política de relacionamento adotada, o que pode ser feito por meio de um contrato/compromisso assumido formalmente com o consumidor.

Participe!

keywords:
19
jan 11

Aumente suas vendas fazendo marketing por e-mail

O correio eletrônico pode ser uma ferramenta de comunicação e marketing muito eficaz para promover a sua empresa, conquistar novos clientes e fidelizar os que já existem. Pesquisas mostram que a comunicação por e-mail é a atividade que usuários da internet mais executam. Isso significa uma oportunidade e tanto para promover o seu negócio. Mas como fazer isso de maneira eficaz?

O Sebrae tem algumas recomendações que podem ajudar você a utilizar esse recurso para dar um impulso nas suas vendas. Veja quais são as maneiras mais eficientes de usar o e-mail para promover a sua empresa.

E-mails informativos: servem para oferecer suporte às atividades da empresa. Geralmente, são disparados automaticamente e, por isso, geram confiabilidade e segurança. As informações enviadas por ele devem ser objetivas e esclarecedoras.

Suporte ao cliente: O e-mail pode ser usado como um canal para que os clientes de comuniquem com a sua empresa de forma rápida e fácil. A resposta, no entanto, deve ser personalizada e atender a solicitação do cliente para assegurar a credibilidade da sua empresa.

Mala Direta Eletrônica: Essa ferramenta visa o aumento das vendas com retorno rápido. Ela não precisa ter uma frequência regular para o envio, mas deve ser usada como um boletim para
divulgar ofertas de produtos, promoções ou pós-venda.

E-Newsletter: O E-Newsletter é uma estratégia para gerar a fidelização de clientes. Ele visa manter a lembrança da sua empresa viva na cabeça do cliente, estimulando a credibilidade e confiança. É um boletim enviado periodicamente a clientes e visitantes do site, com conteúdo relevante para assegurar sua continuidade.

Esse artigo é original de (http://www.blogdosempreendedores.com.br/2011/01/15/aumente-suas-vendas-fazendo-marketing-por-e-mail) Escrito por “postado por Debora Carrari – 15/01/11”

keywords: